Quero ser nerd, bailarina e reviver os anos 80, no próximo inverno

Pela ordem:

Gucci, por Alessandro Michele

A cada estilista, a marca parece encontrar um caminho novo. Tom Ford traduzia na passarela o que era ser uma profissional de sucesso nos anos 90, com ar sexy, poderoso e minimalista. Frida Giannini era toda sobriedade e, confesso, não me agradava muito.

Já Alessandro Michele é um capítulo à parte. Como amo o trabalho desse homem! Vi uma transmissão que a Elle fez no showroom, pós-apresentação da nova coleção, e as peças não ficam bem só no desfile. Na realidade, elas são melhores fora dele. É uma preocupação impressionante com o acabamento e os detalhes, os quais, à primeira vista, não ficam bem juntos, mas sob à visão do estilista complementam-se perfeitamente. Não só as formas, mas cores, aparentemente conflitantes, encontram uma razão de ser combinadas. Para o próximo inverno, ele uniu muitos elementos: plataforma, tricô, pantacourt, pele, estampa tradicional Gucci, tons terrosos, candy colors, influências orientais, estampa trompez l´oeil. Teve até um total look Pantera Cor- de-Rosa, que ficou ótimo! Tudo complementado por óculos geek, de aro grosso e strass.

Gucci20175

Valentino, por Maria Grazia Chiuri e Pier Paolo Piccioli

O processo de um estilista tão consagrado como Valentino passar o bastão para uma dupla de novatos poderia ter sido mais complexo, mas as coleções de Maria Grazia e Piccioli só provam que eles se superam a cada temporada. As paletas e as formas dessa nova coleção remetem ao balé. Do nude rosé ao negro, as roupas aliam leveza, em uma belíssima utilização do tule, ao peso de casacos de lã, tutus de cetim plissado e coturnos de couro. Grande apreço pelos detalhes. Delicados anéis. A versão quase que literal da sapatilha sem ponta com studs promete virar hit.

Valentino3

Saint Laurent, por Heidi Slimane

Slimane me agrada desde suas coleções de costumes skinny para Dior Homme. Depois de críticas ao estilo grunge, impresso em diversas coleções, (uma delas teve Courtney Love como garota propaganda), o estilista se volta aos croquis de Yves e revive formas e paletas de cores dos anos 80, de uma forma mais rock´n´roll, ou seja, imprimindo seu estilo pessoal. Foco nos brincos grandes de strass, como os da década, e cabelo para trás, “gelificado”. Cabeça raspada ao estilo punk. Boca escura, lápis preto esfumado. Palidez proposital em referência à maquiagem da época. Babados, lamês, paetês, scarpins coloridos, que seguem uma estética oitentista. Tudo perfeito!

SL5

Imagens: FFW, Petiscos, redes sociais das marcas citadas.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s